Técnica Tuning : O Turbocompressor

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Técnica Tuning : O Turbocompressor

Mensagem por powerhdi em Seg Dez 28, 2009 6:23 am

Existem basicamente dois meios para obter um acréscimo da potência de um motor.

O primeiro consiste em aumentar a cilindrada deste, o segundo em aumentar a massa da mistura ar/combustível admitida nos cilindros. De maneira geral, quanto mais mistura admitida nos cilindros, maior será a potência obtida.

Parte da solução reside então na melhora do sistema de injeção, do(s) cabeçote(s) e dos dutos, de maneira que o motor respire melhor. Mas existem limites na potência de um motor. É precisa considerar sua elasticidade e sua confiabilidade.

A outra solução é comprimir mais mistura dentro dos cilindros via um turbocompressor.

Um turbo, como é popularmente chamado, é uma bomba de ar movida pelos gases de escapamento na saída do coletor de escape. O sistema consiste em uma turbina montada em um carter específico no circuito dos escapamentos. Essa turbina é ligada por um eixo a um compressor que envia ar sob pressão nos dutos de admissão do motor.
Quanto mais giros o motor tem, maior é a velocidade do compressor e assim maior a massa de mistura introduzida no motor, aumentando a potência.

A válvula de alívio.

Um pressão excessiva é no entanto nefasta para o motor e pode provocar o fenômeno de batida de pinos ( auto-ignição ) prejudicial aos componentes do motor. A válvula de alívio é um limitador de pressão colocada perto da turbina que se abre para que parte dos gazes de escapamento possam contornar a turbina quando a pressão no circuito de admissão fica alta demais.

Intercooler

A compressão do ar gera um aquecimento deste que tende a se dilatar. Sendo o objetivo colocar o maior volume possível de mistura nos cilindros, é preciso resfriar para aumentar sua massa por unidade de volume ( senão parte do beneficio da compressão seria anulado pela dilatação resultante do aquecimento). Para isso a mistura comprimida passa em um "radiador" (geralmente ar/ar).

Gestão eletrônica

Nos motores modernos, os parâmetros de funcionamento do turbo são definidos pelo chip da injeção. Este controla e define a pressão do turbo, a curva da ignição, o volume de combustível injetado entre outros. (Leia mais sobre o chip e sua preparação)

Implantação do turbo

O turbo compressor é incorporado ao sistema de escapamento do motor, o mais perto possível deste. Além de trazer um ganho de espaço, essa disposição tende a reduzir o tempo de resposta do compressor. Em conseqüência o turbo é geralmente acoplado diretamente ao coletor de escape. Do lado da admissão, o ar comprimido sai da carcaça, atravessa o intercooler (quando tiver) para entrar no coletor de admissão.



1 Duto de admissão
2 Coletor de escapamentos
3 Bloco do motor
4 Turbocompressor
5 Intercooler
6 Turbina




Lubrificação do turbocompressor

Os altos giros de funcionamento trazem problemas de lubrificação e resfriamento. A velocidade da turbina pode chegar a 200.000 rpm e as partes mais quentes podem atingir 900 ºC. Na maioria dos casos a lubrificação é feita através do óleo do motor. O circuito de lubrificação é então previsto para agüentar temperaturas elevadas. O tamanho da mangueira de volta do óleo para o carter dever permitir que isso aconteça pela gravidade.


1 Paletas da turbina
2 Entrada de óleo
3 Entrada do circuito de arrefecimento
4 Duto de circulação do óleo de lubrificação.
avatar
powerhdi
mestre do leão
mestre do leão

Mensagens : 154
Data de inscrição : 27/12/2009

Ver perfil do usuário http://clubepeugeot.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum